A Copa do Mundo de Futebol, realizada neste ano na Rússia, tem atraído os holofotes do mundo. O principal objetivo das 32 seleções, claro, é conquistar a tão sonhada taça.

Mas você já parou para refletir sobre o que o evento esportivo tem em comum com o ambiente dos negócios?

O presidente do Instituto Brasileiro de Coaching, José Roberto Marques, comenta que não apenas em dias de Copa do Mundo, mas, em competições de forma geral, os brasileiros têm o costume de questionar a performance dos jogadores e o posicionamento do time sem olhar para si mesmo. “Contudo, será que no trabalho essa pessoa é realmente produtiva? Será que colabora com as tarefas em equipe? O esporte é capaz de estimular estes comportamentos. Portanto, para marcar um gol bonito no campo corporativo é preciso aprender a estar atento, focar no desenvolvimento das competências, fortalecer as fraquezas, incentivar a união e munir-se de técnicas estratégicas. Afinal, assim como no futebol, ações assertivas geram bons resultados”, destaca.

1. Espírito de equipe

Cada pessoa tem uma personalidade e em um time de futebol não seria ao contrário. Porém, os jogadores superam as diferenças porque sabem que precisam unir forças para trabalhar em um objetivo em comum. Esta atitude também deve estar presente na empresa, pois é a junção das competências e habilidades que realmente potencializam os resultados finais.

2. Inteligência emocional

Ao passar por adversidades, estresses ou críticas tanto durante um jogo de futebol como na companhia é necessário ter equilíbrio. Dessa maneira, o segredo é desenvolver a inteligência emocional para lidar melhor com as situações, evitar decisões impulsivas e enxergar novas oportunidades.

3. Ter em mente o papel do líder

Em campo o capitão do time é aquele que motiva, conduz e apoia os colegas para que consigam ter o melhor desempenho. Ele também procura manter as orientações do treinador e faz com que todos sigam as estratégias durante o jogo. No ambiente corporativo o comportamento de um líder precisa ter essas características. Esta figura é a responsável por disseminar a cultura organizacional, apoiar o desenvolvimento dos seus liderados e conduzi-los a grandes resultados. É necessário dar bons exemplos a fim de tornar-se referência.

4. Comprometimento

Cada jogador tem as suas qualidades que os levam a ter uma atuação específica seja na defesa, armação de jogadas ou no ataque. Por sua vez, existem os departamentos na empresa em que, se o colaborador não estiver alinhado com o propósito daquela função, o trabalho não fluirá. É fundamental utilizar-se do comprometimento com o cargo para contribuir positivamente com o sucesso do negócio.

5. Treinamento

Jogadores e profissionais precisam investir em treinamento. Para crescer na carreira é imprescindível ir a busca de aperfeiçoamento porque por mais que se tenha as habilidades necessárias, é com conhecimento e experiência que se cresce. Portanto, desenvolver, atualizar-se e aplicar os aprendizados são caminhos para alcançar melhores resultados.

Fonte: Computer Word